Ads 330x60px

Subscribe:

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Resenha: Anjo Negro - Mallerey Cálgara

Anjo Negro
Anjo Negro  (Skoob)
Autora: Mallerey Cálgara
Editora: Novos talentos da literatura brasileira (Novo Século)
Páginas: 207


Sinopse do Skoob: "Até onde você iria para salvar a pessoa que você ama? Até que ponto se sacrificaria e tudo pelo qual você lutou e acreditou? Para muitos, quando tudo parecia ser o fim, para Darian foi apenas o início. Filho de um Anjo que se apaixonou e se envolveu com um humano, e após ser transformada em mortal, comete suicídio. Com a passagem livre entre os dois mundos, Darian recebe uma proposta do Arcanjo Miguel de recolher dez mil almas que querem ser salvas e colocá-las em uma caixa angelical. Ele vê nesta proposta um meio de amenizar o sofrimento de sua mãe que se encontra no vale dos suicidas. Contando com a ajuda de seu Anjo da guarda, Hadji, ele parte em uma jornada de aprendizagem, mas com grandes conflitos e indecisões. Porém, não só apenas os Anjos do bem o observavam, e uma nova proposta de maior peso, lhe foi feita, por Iblis, o senhor dos infernos: “-... Apenas dez mil almas simples, comuns, por uma especial, uma troca justa.” Cabendo somente a ele, tomar a decisão de não lhe entregar a caixa ou, de salvar sua mãe e tornar-se um Anjo Negro".

Essa resenha é um pouco diferente das outras. Geralmente eu faço uma descrição do livro com as minhas palavras e logo em seguida deixo a minha opinião sobre o livro em questão, mas hoje eu preferi usar a resenha que tinha disponível no "Skoob". Eu vou explicar o porquê. A leitura não me atraiu, então preferi não fazer a descrição que é pra não ficar "influenciando" de mais.

O enredo da história é ótimo, só achei que ele meio "cru". Acho que a autora poderia ter amadurecido um pouco mais a história. Senti falta de ver personagens marcantes, com personalidades fortes. Senti falta de um romance lindo e senti falta de algumas batalhas. Achei o livro vago. Achei algumas gafes que a autora cometeu, por exemplo algumas coisas que ela descreve no livro que seria impossível para a época.

Para mim ela foi infeliz na escolha da época em que se passa a história (Séc XVII). O tema, e até a maneira como ela escreve são muito atuais. A única coisa que fazia com que eu soubesse que era o Séc XVII era a presença das carruagens. Talvez se história fosse escrita nos tempos atuais ela ficasse mais interessante. Volto a repetir: Achei o tema interessante, mas também achei que a história poderia ter sido melhor trabalhada.

Mas quero deixar uma coisa bem clara. Muita gente leu e adorou o livro, eu não estou dizendo que não é para vocês lerem, só estou dizendo a minha opinião. E aconselho que vocês leiam e me digam o que vocês acharam.

Gente espero que tenham gostado. Semana que vem tem mais, ah não deixe de comentar, a sua opinião é mega importante!!! Um grande beijo a todos!!!

3 comentários:

Nicholas disse...

Olá (:
Vi resenhas sobre esse livro falando mt bem,
e a sua foi a primeira que vi contrária. E achei legal, afinal de contas, fazemos blogs literários para isso né?
Eu lerei pq o enrendo me chamou atenção e acho a capa bem legal.
abraço,
tudo por um livro.

Juh** disse...

Oi Pablo!
Esse é um livro que não me chamou a atenção, não curti a capa (já tinha te dito antes lembra?). Gostei da sua resenha pois foi bem sincera, não me animo em ler agora, mas quem sabe em uma próxima oportunidade.

Beijos ;)
Livros e blablablá

Ocelo Moreira disse...

Olá Pablo!
Agora a pouco eu havia respondido sua primeira mensagem, não recebeu?
Parece que todas as vezes que te envio uma mensagem fica dando erro, por isso estou tentando te contatar aqui em seu blog.

Eu estava nesse momento olhando e conferindo seu blog e pra ser sincero são poucos os blogs que me fascinam, e o seu é mais um desses poucos que já me fascinaram mesmo.
Adorei bastante seu blog cara, muito bacana mesmo!
Ok Pablo,
Sim, estou interessado em realizar uma parceria com seu blog.
Como e quando começamos?
Como você costuma fazer essa parceria?
O que é preciso para darmos inicio a essa parceria?

Aguardo sua resposta.

Agora mesmo eu ainda ficarei online aguardando sua resposta.

E já publiquei seu comentário no meu blog.

Abraços,

Ocelo.

Postar um comentário