Ads 330x60px

Subscribe:

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Resenha: A menina que roubava livros - Markus Zusak


A Menina que roubava livros (Skoob)
Autor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca
Páginas: 382
Onde Comprar: Submarino, Saraiva


Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em 'A menina que roubava livros'. Desde o início da vida de Liesel na Rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona-de-casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, 'O manual do coveiro'. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram esses livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento  deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal.


A menina que roubava livros com certeza foi um dos melhores livros que já li, não só pela escrita fantástica de Markus zusak, mas sim pela facilidade que o mesmo tem de nós colocar em outra época nós envolvermos com os personagens e suas historias.
Apesar de extenso o livro não é nada cansativo e em certos momentos temos a certeza de estarmos lá acompanhando de perto e torcendo por Liesel Meminger a protagonita. Não há muito o que se falar s apenas que é maravilhoso do começo ao fim, apesar de muitas criticas que vi sobre o livro nada mudou a certeza que tenho de ser um ótimo livro.
Está recomendado.

Avaliação:

♥        ♥       

Bjos! Renata 

2 comentários:

Lilo disse...

Oie Renata, como vai?
Já vi inúmeras pessoas lendo esse livro no metrô... teve uma época que 8 entre 10, estavam lendo ele... Mas não me interessei... Lembro até de querer comprá-lo e de desistir. rsrsrs
Mas ótima resenha, tenho uma amiga que o tem e acho que vou pedir emprestado! hehehe
Bjos e sucesso
Lilo
Redenção

Renata Estephany disse...

Oie Lilo, estou bem e vc?!

A menina que roubava livro é realmente maravilhoso,não irá arrepender-se de lê-lo.
Boa leitura,obrigada pela opinião.

Postar um comentário