Ads 330x60px

Subscribe:

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Resenha: Qual seu número - Karyn Bosnak


Oi gente !!! Hoje é um dia muito especial para mim. Primeiro porque essa é a minha primeira resenha de parceria com a editora Novo Conceito, fiquei muito feliz porque o livro é ótimo eu super curti. E segundo porque essa é a nossa primeira resenha Dupla! Isso mesmo, eu convidei a Juh Sutti do Livros e Blablablá e fiquei super contente dela ter aceitado. Nós nos inspiramos no estilo das resenhas duplas das meninas do Psychobooks. Eu curti muito o resultado final, espero que vocês curtam também e talvez quem sabe possamos fazer muitas outras resenhas duplas. E fiquem espertos em breve uma super promoção com "Qual seu número?". Lembrando que os comentários pretos são meus e os vermelhos da Juh !


Qual seu número? (Skoob)
Autor(a): Karyn Bosnak 
Editora: Novo Conceito
Páginas: 414
Onde Comprar: Submarino, Saraiva


Delilah Darling é uma mulher de 29 anos, 19 ex-namorados e nenhum marido. Após ler um artigo em uma revista onde diz que uma mulher normal tem relações com 10,5 homens em média durante toda sua vida ela entra em desespero, afinal ela está quase dobrando essa marca. Delilah promete para ela mesma que o número 20 da sua vida será o homem perfeito com que ela ficará casada para todo o sempre. Mas o número 20 não foi nada agradável, melhor dizendo, foi péssimo.
Agora ela já está acima da média, ou se entrega a uma vida de celibato ou começa a procurar entre os seus Exs qual deles poderá ser o marido ideal.
Sem emprego e com a ajuda de Collin, o vizinho bonitão do apartamento da frente, Delilah monta um lista com todos os caras que já dormiu. Collin fica encarregado de achar todos os ex-namorados de Delilah enquanto ela atravessa o país atrás de cada um deles. Ela visita um por um, com a ajuda da sua fiel cachorrinha Eva Garbor. Nem preciso dizer que ela passa por cada uma. Mas afinal, vale tudo para achar o marido perfeito? Até mesmo cruzar o país com uma cachorra a tiracolo e pouco dinheiro? 
Mas talvez o homem perfeito nem esteja tão longe assim...

"Meu nome é Delilah Darling. Tenho 29 anos. sou solteira, e, bem... sou uma mulher fácil.
Pronto, falei. Sou fácil. Sou mesmo. Agora você sabe."      
(Qual seu número - Karyn Bosnak, pág: 1)   


     
Muito divertido. Já comecei a dar risadas com Qual seu número? na primeira página. Delilah é uma personagem incrível. Super bem construída. Muito engraçada e convicta de que é uma mulher fácil, bom se ela diz quem sou eu pra contrariar!?! 

Eu simplesmente me apaixonei por este livro, eu estava precisando mesmo dar boas risadas. Delilah é divertidíssima, louca e fácil! Fácil mesmo gente, pensa naquela mulher que não esta nem aí com nada. É ela! Mas preciso dizer que apesar de ter adorado a personagem em muitos momentos eu quis dar uns tapas nela, as coisas que ela faz são realmente absurdas! Mas é aquele negócio, se ela fosse equilibrada o livro não existiria hahaha.

Cada ex-namorado é mais engraçado que o outro. Delilah passa por diversas situações bem cabreiras. E eu dava muitas risadas. O relacionamento com a mãe também é outra coisa engraçada. A mãe super preocupada com filha, perturbando sempre e deixando a pobrezinha sem espaço. Esse tipo de coisa sufoca a gente.

É bom alertar, ler este livro em locais públicos pode causar constrangimentos. Dependendo o seu estilo você pode dar gargalhadas altas e passar vergonha. A mãe da Delilah é mesmo totalmente sem noção, muito preocupada com a opinião dos vizinhos e família ela chegou a ser irritante, e como o Pablo disse, 'sufocante'.
Cada namorado tem uma história, de como eles se conheceram e acabaram juntos. E ficou claro para mim o quanto Delilah sempre foi carente. 

Me apaixonei por Eva Garbor, a cachorrinha. Eva está ao lado de Delilah a maior parte da história, aprontando sempre que possível. Mas tem um jeitinho tão doce que não tem como não nos apaixonarmos por ela. Outra coisa que me chamou bastante atenção foi que no começo de cada capítulo tinha os recados que eram deixados na secretária eletrônica de Delilah. Na maior parte das vezes eram da mãe, irmã e da melhor amiga Michele. Nunca tinha visto algo assim em um livro e achei super criativo.

Também me apaixonei pela cachorrinha Eva. Claro que ela não fala nem nada (#aloka), mas ela é uma boa companheira de viagem para Delilah. Eu também adorei o início dos capítulos, já tinha visto algo assim em Fazendo meu Filme da Paula Pimenta, mas neste caso não eram e-mails, eram somente as mensagens na caixa postal dela. Enriqueceu bastante a narrativa e tornou mais engraçado.

O romance em si é bem leve, o livro é mais voltado para o humor, e isso ele tem de sobra. E um aviso: todos devem estar sabendo que já estreou o filme Quais seus números? Então se você leu o livro e quer ver o filme ou vice e versa vou logo avisando, os dois são bem diferentes. Podemos dizer que o filme foi levemente baseado no livro, a ideia é a mesma, mas tem muita coisa diferente. Analisando o filme por fora, eu adorei, mas esperava que fosse um pouco mais parecido com o livro. Mas mesmo assim dou 5 estrelas para os dois. E Super Recomendo!!!

O Pablo não vai citar isso por motivos óbvios, mas Collin é uma delicia (amor não leia essa resenha)! Delilah o descreve como um homem lindíssimo, de barriga tanquinho e pernas torneadas. Ele se dispõe a ajudar a maluca em sua missão quase impossível, mas está sempre preocupado com seu bem estar e os dois conversam sempre pelo telefone.
O livro é recheado de clichês, mas vocês já sabem que eu não tenho nada contra clichês se eles forem bem utilizados, gostei bastante de toda a história e terminei o livro feliz da vida. A diagramação de Qual seu número? é linda! A Novo Conceito tem caprichado cada vez mais em seus livros. Esse já virou queridinho na estante *-*
Quanto ao filme eu super me decepcionei. Amei tanto o livro que esperava um filme mais fiel, e a adaptação cinematográfica passou bem longe do livro. A única coisa no filme que valeu a pena para mim foi o Chris Evans que é tudo de lindo (amor não leia mesmo essa resenha). Mas com certeza quem não ler o livro e só assistir ao filme vai curtir bastante. para o filme eu daria 3 estrelas.
Qual seu número? é uma leitura agradável tanto para homens quanto para mulheres, apesar de ser um chick-lit garanto que os rapazes vão curtir (está aí o Pablo que não me deixa mentir). Karyn Bosnak me cativou e com certeza vou querer ler outros livros dela. Mais do que recomendado!!! 


Bom gente como a  Juh disse a Novo Conceito está de parabéns, o livro é ótimo e lindo, visualmente falando. Eles estão de parabéns!!!

Gente espero que tenham gostado. Semana que vem tem mais, ah não deixe de comentar, a sua opinião é mega importante!!! Um grande beijo a todos!!!

6 comentários:

Effy disse...

Oie ^^

Assim como vocês concordo, já começamos a ler dando risada..sem sombras de dúvidas o livro tem ótimo humor, rico em detalhes. Fico imaginando a Eva, o sorriso rs, deve ser realmente uma fofa. Aquilo da mãe dela contar tudo para os vizinhos e agregados, nossa. E Essa viajem, era cada coisa, as vezes eu ficava com vergonha por ela. Eu li na rua e ri, mas sei lá acho que não tinha ninguém prestando atenção, mas não me importo rsrs. Eu ansiava pelas cenas de Colin e ela. Mas vou dizer, teve momentos que a Delilah me irritou, o obvio tava na cara e ela insistia. Adorava quando a Kitty chamava ele de côlin rs

Agora licença Pablo, meu assunto é com a Juuh..Menina, Colin, pois é né. Pronto passou rs! Morri quando ele perguntou das pernas dele, pra ela kkk, adorei essa cena. Estou doida pra ver o filme, mas como eu consigo separar filme de livro, não crio muita expectativa que os filmes baseados nos livros, sejam tão certinhos, acho que por isso que não me decepciono tanto, claro que rola chateação..

Parabéns pela resenha dupla..Pablo vive cheios de inovações e surpresas ótimas!

Beijos
Bom FDS!!

Fátima Menezes disse...

Adorei o estilo de resenha dupla. Ficou especialmente interessante por contrastar a opinião de um homem e de uma mulher. Parabéns aos dois. ^^

Camila Q. Dias disse...

Gente que resenha boa de se ler!
Juntou a fome com a vontade de comer.. quer dizer, uma coisa boa com outra boa.. e deu uma delícia! hehe Não, sério mesmo.. adoro as resenhas da Juh, e junto com as resenhas maravilhosas do Pablo ficou uma mega resenha! Adorei, adorei, adorei!
Eu assisti o filme, e confesso que lendo a resenha não me lembrou muito o filme, e até me animou para lê-lo, até porque achei que seria muito semelhante ao filme.
Vocês falando que o livro é bem divertido, já fiquei com vontade de ler algum livro assim, que me faz rir, bem louca. heheh
E como a Fátima Menezes disso, essa de opinião de um homem e de uma mulher em uma resenha gostei bastante, digamos que vocês se completaram, ficou uma resenha completa e muito boa!
Parabéns à ambos. E quero mais resenha duplas!! o/
Beeijos seus queridos!

Lara Tavares. disse...

ADOREI o "É bom alertar, ler este livro em locais públicos pode causar constrangimentos. Dependendo o seu estilo você pode dar gargalhadas altas e passar vergonha" hauuhauhauhuah

Sempre que eu to lendo, e começo a rir sempre tem alguém do meu lado pra me olhar estranho e dizer "nossa que louca" huahahuuha

Ótima resenha! Fiquei super ansiosa agora para lê-lo! Amo comédia românticas, dar risada com livro é a melhor coisa que existe

Entre o livro e o filme nunca fica a mesma coisa né?! Sempre acho que o livro é melhor, mas de toda forma prefiro ler o livro primeiro pra depois ver o filme

Nossa, quero ler agoraa!! huauhaha ;)

raqueelsouzaa disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Esse livro deve ser daqueles que você rii,rii até o livro acabar e se vacilar,quando lembra,continua rindo.
Rapaz...eu nem me importo de o povo ver eu me acabando de rir sabia? Sou eu que tou me divertindo mesmo ausauhsuahsuahsa

Douglas Dias Brandão disse...

COm certeza, é um daqueles livros que nos marcaram e nos deixará com dores na buchecha de tanto rir, eu mesmo já rir com algumas partes postas na resenha, então com certeza é muito divertido, quero muito ler logo"!

Postar um comentário